#22.Caso da Escola Base: Crime da imprensa, aula de bom jornalismo ou os dois?

Paula, Icushiro e Maria Aparecida

Paula, Icushiro e Maria Aparecida, 
na entrevista que deu uma reviravolta no caso

Por Ednilson Valia




Após alguns meses sem atividade, o podcast "A Regra do Jogo" voltou e consciente da necessidade de persistir na discussão do jornalismo. Sem corporativismo, mas com o dever de que cada seja possibilitada uma reflexão.

E nunca com a pretensão de dar a última palavra. Essa não é a função do jornalismo e muito do jornalista. Isso tem outro nome: justiçamento.

A pauta para a reestreia do podcast foi o Caso da Escola Base.

Em 1994, duas mães fizeram uma queixa no sexto distrito contra os funcionários da Escola de Educação Infantil Base, localizada no Bairro da Aclimação, na capital paulista. Elas acusavam seis pessoas de abuso sexual infantil. Posteriormente, a polícia e a imprensa acusaram o estadunidense Richard Pedicini de participar do "pseudo" Crime. 

Fomentados por um delegado midiático, a imprensa julgou e condenou os suspeitos, sem ter feito a apuração dos fatos necessária. Após dois meses, o caso foi encerrado por falta de provas . 

A vida dos suspeitos sofreram um forte impacto. A escola foi destruída pela população, a moral baixa e sempre cercados por olhares de desconfiança. Um crime que os jornalistas ao lado da Polícia Cívil cometeu. 

Mas há exceções na mídia, que podem ser consideradas uma aula de bom jornalismo na cobertura do caso. 

Para produzir este áudio doc foi necessário uuma pesquisa árdua, dez entrevistados, leituras de cem reportagens e artigos sobre o caso e horas para assistir vídeos e ouvir áudios a respeito. 

Criar novas vinhetas, abertura, transições, editar áudios, gravar e tudo mais. 


Mas o - Caso da Escola Base - deixou uma mácula no comportamento da imprensa que ainda persiste na memória de alguns jornalistas. Destruiu a vida de seis pessoas, após a denúncia de duas mães que os filhos sofreram abuso sexual.

Repórteres e apresentadores de jornais policialescos fomentados pelo delegado Edelson Lemos não fizeram a apuração dos fatos e sensacionalizaram o "pseudo" abuso.

Mas há exceções, entre elas Florestan Fernandes, Antonio Carlos Silveira e Francisco Verani. Todos foram ouvidos pelo podcast "A Regra do Jogo" . O Mestre professor de ética e Legislação, Geraldo Mainenti, o ex-Ministro da Educação, Filósofo e Cientista político, Renato Janine Ribeiro, o autor do livro - "Escola Base, 20 anos depois", Emilio Coutinho e um dos acusados, Richard Pedicini, também falaram com o Podcast. 

Rafaela Marques, mestra em Estudos Sociais, política e Religião e Ricardo Shimada, filho dos donos da Escola Base, gravaram depoimentos para o programa. 

Foram utilizados arquivos de áudio da TV Cultura, TV Brasil, Record News e outros capturados do Youtube.

Alguns áudios tiveram problemas da nitidez do som devido a ruídos; mas os julguei audiveis. Peço desculpas, mas acredito que eles eram importantes para contar a história.

Quatro pessoas que suas vozes aparecem neste áudio doc, já faleceram: Maria Aparecida e Icushiro Shimada, em áudios de 1994, Alberto Dines e Paulo Roberto Leandro, ambos registrado em arquivos de 2014.

Qualquer sugestão, mande um email para aregradojogopodcast@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Conheça a fonte secreta de Paulo Francis, que o levou a ser processado pela Petrobras por US$ 100

#26.Não existe informação sem viés ideológico?

O vigésimo  sexto episódio do Podcast "A Regra do Jogo" conversou com o Professor Mestre em Relações Internacionais, Tan...